A palavra utilizada para designar a nova corrente religiosa fundada pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas, ao contrário do que possa parecer, não tem qualquer ligação com dialetos e idiomas africanos. Aliás, a palavra africana mais parecida com o vocábulo “Umbanda”, mas que mantém significado completamente diverso desta, é a terminologia angolana “Kimbanda”, originada de “’mbanda”, que significa “Sacerdote” ou “Invocador de Espíritos”.
 

            Até 1917, aliás, não havia qualquer registro da palavra “Umbanda”, seja em tratados africanistas ou relatos sobre Candomblé e religiosidade africana, o que dava a parecer que o vocábulo houvera sido criado pelo Caboclo no momento da fundação da nova religião.
 

            Estudos mais apurados, apresentados já no primeiro Congresso de Espiritismo de Umbanda, em 1941, entretanto, apontam a origem dessa palavra em épocas bem mais remotas que se possa imaginar. Tais estudos afirmam que o vocábulo “Umbanda” nada mais é que uma corruptela dos termos “Aum-bandhã” e “U-mbanda”, encontrados nos “Upanishads”, textos sagrados da Índia escritos em Sânscrito, a mais antiga língua do planeta, raiz de onde foram originados todos os outros idiomas. Tais termos, nessa língua morta, significam literalmente: “Deus ao nosso lado” ou “O lado de Deus”.
 

            Interpretações aportuguesadas do vocábulo “Umbanda” também apontam para significações semelhantes, embora por caminhos diferentes. Há quem interprete tal palavra levando-se em conta a possibilidade de ser, na verdade uma composição dos termos “Um” e “Banda”, sendo considerado “Um” o termo designativo de Deus, “o único” e, “Banda” o de “ao lado de”, ou “o povo, o grupo de”, de forma que o significado do conjunto seria algo como “Ao lado de Deus”, ou “O povo de Deus”, ou ainda, “O povo ao lado de Deus”.

 O NOME "UMBANDA"

A CENTELHA DIVINA, por ser uma Missão Umbandista e por ter como referência a prática da caridade, do amor e do respeito ao próximo, seguindo as sagradas Leis de Umbanda, não exerce cobrança financeira de qualquer tipo, por qualquer atendimento ou trabalho realizado, bem com não realiza o sacrifício de qualquer animal, nem utiliza qualquer coisa de origem animal em seus rituais.