PROGRAMAÇÃO ANUAL - 2016

SESSÕES MEDIÚNICAS

 

           As sessões de desenvolvimento mediúnico são exclusivas para médiuns, cambonos e curimbeiros da CENTELHA, não sendo permitida a presença de assistência.

           Já as sessões de festa (indicadas no calendário abaixo) são públicas, podendo comportar assistência. Caso você deseje assistir a uma dessas festas, é necessário agendar a sua presença a partir de sete dias antes da mesma, devido à limitação do espaço físico. Para isso, entre em contato com a secretaria pelo telefone indicado nesta página.

 
 

VOLTA AO TOPO

 

SESSÕES DE ATENDIMENTO PÚBLICO

 

          As sessões de atendimento público acontecem às sextas-feiras, de acordo com o calendário abaixo, e são abertas a todos os interessados.

          Os portões são abertos às 19h30 para início da distribuição das fichas numeradas.

OBS: Todos os trabalhos realizados na CENTELHA são inteiramente gratuitos, conforme as leis da Sagrada Umbanda, onde se pratica a caridade pela caridade.

VOLTA AO TOPO

 

SESSÕES DE ANTIGOÉCIA

 

          As sessões de antigoécia são restritas e tem o objetivo de desfazer trabalhos negativos de magia e problemas espirituais mais complexos. Não são sessões abertas ao público, e delas só participam as pessoas indicadas por algum Guia Espiritual, após consulta realizada na CENTELHA, e de acordo com as necessidades do consulente.

 
 

VOLTA AO TOPO

 

SESSÕES INTERNAS

 

          Como o nome já diz, as sessões internas não comportam assistência, sendo sessões destinadas à limpeza energética, instrução e ao equilíbrio espiritual dos membros da CENTELHA.

VOLTA AO TOPO

 

REUNIÕES DO GRUPO DE ESTUDOS "AMIGOS DE RAMATIS"

 

         As reuniões de estudo são realizadas às segundas-feiras, e são abertas ao público, para o estudo das obras de Ramatis. Durante o ano de 2016 serão estudados "O Evangelho à Luz do Cosmo" e "A Missão da Umbanda", psicografados respectivamente por Hercílio Maes e Norberto Peixoto.

 

A CENTELHA DIVINA, por ser uma Missão Umbandista e por ter como referência a prática da caridade, do amor e do respeito ao próximo, seguindo as sagradas Leis de Umbanda, não exerce cobrança financeira de qualquer tipo, por qualquer atendimento ou trabalho realizado, bem com não realiza o sacrifício de qualquer animal, nem utiliza qualquer coisa de origem animal em seus rituais.